CBM envia nota de esclarecimento

postado em 18 de mar de 2011 09:37 por José Souza   [ 18 de mar de 2011 13:13 atualizado‎(s)‎ ]

NOTA DE ESCLARECIMENTO 

Nos últimos dias têm surgido na imprensa notícias questionando a prestação de contas da CBM, ocorrida na Assembléia Geral Ordinária, de fevereiro, em Caldas Novas/GO. Estas notícias afirmam, entre outras leviandades, que as contas teriam sido reprovadas, e que a atual gestão estaria se negando a prestar os esclarecimentos solicitados.

Tais notícias não correspondem de maneira alguma com a verdade dos fatos. Em primeiro lugar, as contas não foram reprovadas, e, sim, deixaram de ser aprovadas. E não o foram, simplesmente, por falta da presença material da documentação (diversas caixas com recibos e notas fiscais) que, no entender de alguns presidentes de Federação, deveria ter sido transportada até o local da AGO.

Desta maneira, a assembléia decidiu pela criação de uma comissão para realizar uma apreciação prévia destes documentos, para, em seguida, a matéria ser posta novamente em discussão em outra assembléia, marcada para o dia 23 de maio.

Esta assembléia, ainda a ser realizada, de posse de todas as informações que julgar necessária, é que decidirá pela aprovação, ou não das contas.

No início da semana, outra notícia circulou sobre a visita de alguns integrantes da comissão formada na AGO à sede da CBM. Tal notícia tinha declarações de caráter absolutamente leviano, dando a entender que eu não estava presente na entidade de forma premeditada para me negar a apresentar documentos. Lamento profundamente a falta de integridade de algumas pessoas. A visita da comissão estava marcada, e confirmada, para o dia 17 de maio. Na véspera do ocorrido, eu havia conversado por telefone com cada um dos integrantes da comissão e avisado que não estaria na CBM por estar em viagem a fim de tratar assuntos relativos ao Campeonato Brasileiro de Motocross nas cidades de Belo Horizonte e Curitiba.

Estamos em ano eleitoral, e este tipo de atitude leviana, com interesses pessoais e eleitorais, se sobrepondo à própria CBM, põem em risco a credibilidade de uma entidade, que, apesar de toda a dificuldade, realizou todos os campeonatos nacionais no ano passado, inclusive, com uma estrutura somente equiparada ao Campeonato Mundial.

Atenciosamente

Alexandre Caravana Guelman – Presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo


Comments